LisbonLisboaPortugal.com

O melhor guia independente para Lisboa

LisbonLisboaPortugal.com

O melhor guia independente para Lisboa

A Baixa de Lisboa; Um guia turístico para 2022

O bairro da Baixa é o magnífico coração de Lisboa.
É um bairro vibrante e cheio de personalidade, com inúmeras grandes praças, ruas comercias movimentadas e edifícios clássicos de estilo 'pombalino'. A Baixa é uma das favoritas dos turistas, pois dentro do distrito estão fascinantes locais históricos, uma extensa seleção de restaurantes e uma vida noturna animada.

Embora tenha uma grande aparência hoje, o esplendor da área esconde uma história devastadora. Em 1º de novembro de 1755, todo o distrito foi atingido por um forte terremoto, reduzindo-o a escombros e matando milhares. A reconstrução de Lisboa ficou a cargo do Marquês de Pombal, que criou a primeira malha urbana do mundo, e o estilo neoclássico 'pombalino' dos edifícios ganhou seu nome após esse episódio.

A Baixa que você ira visitar é uma maravilhosa fusão da sua história, cultura tradicional portuguesa e turismo moderno. Tem um ambiente acolhedor, onde os visitantes se misturam com os locais, e as diferentes nacionalidades se reúnem para socializar à noite.

A Baixa é uma das zonas mais nobres de Lisboa, e este artigo irá ajudá-lo a tirar o máximo proveito da sua visita ao distrito.
Artigos relacionados: 3 dias em LisboaBairro de Belém - Bairro de Alfama

Destaques da Baixa

A Praça do comércio – A magnífica praça com vista para o Rio Tejo, e que reflete a riqueza e influência comercial de Portugal durante o final do século XVIII. No topo da praça encontra-se o majestoso Arco da Rua Augusta, e no seu topo encontra-se uma fantástica plataforma de observação.

Praça do Comércio Lisboa

O Elevador de Santa Justa – Esta maravilha da era industrial transporta passageiros até uma das colinas mais íngremes de Lisboa. O elevador data de uma época em que o ferro forjado era uma forma de arte; existem arcos góticos e detalhes finamente trabalhados, enquanto dentro da cabine há um interior de madeira polida e mostradores de latão. Atrás do Elevador de Santa Justa encontram-se as ruínas do Convento do Carmo, um memorial permanente do terremoto de 1755.

Elevador de Santa Justa Lisboa

A Rua Augusta – A movimentada rua principal da Baixa, com uma mistura colorida de restaurantes tradicionais, lojas turísticas e cafés ao ar livre. A rua liga a Praça do Rossio à Praça do Comércio e passa por baixo do Arco da Rua Augusta.

Rua Augusta Lisboa

Um copo de Ginjinha – Não há melhor forma de terminar um dia de turismo do que um copo de Ginjinha da sua casa tradicional - o bar 'A Ginjinha'. Este licor de cereja doce era tradicionalmente dado como cura para doenças infantis e é amado pela geração mais velha de portugueses. Em frente está o bar 'Ginjinha Sem Rival' um produtor alternativo de Ginjinha - e uma desculpa para um segundo copo!

A Ginjinha bar Lisboa

Uma rápida visão geral do distrito da Baixa

A Baixa situa-se num vale entre as colinas do bairro de Alfama (a nascente) e o Bairro Alto (a poente), e estende-se desde o Estuário do Tejo até à Praça Marquês de Pombal.

Dentro da Baixa existem cinco praças principais; a Praça do Comércio, a Praça dom Pedro IV (Rossio), a Praça dos Restauradores, a Praça da Figueira e a Praça do Martim Moniz. As avenidas principais correm de norte a sul e muitas têm o nome dos comerciantes que tinham lojas na área (Rua da Prata – rua dos ourives, Rua dos Sapateiros).

rossio Lisboa

Praça do Rossio, com os seus característicos pavimentos em azulejo.

Um passeio pela Baixa

A zona da Baixa é muitas vezes onde a maioria dos turistas começa a sua descoberta de Lisboa e é um local fantástico para um meio dia de turismo. Freqüentemente os bairros da Baixa e Alfama são combinados, e isso é altamente recomendado.
Visão: Existem excelentes transportes públicos para a Baixa, e a estação de metrô do Rossio (linha verde) é a estação central da área.

O mapa a seguir é a nossa sugestão de passeio pela Baixa, que começa no Rossio. As linhas amarelas são rotas turísticas comuns, que podem ser adicionadas à viagem de um dia. (Nota: aumente o zoom para ver todos os pontos)

Pontos turísticos do passeio: 1) Praça do Rossio 2) Rua Augusta (rua comercial) 3) Arco da Rua Augusta 4) Praça do Comércio 5) Centro histórico de Lisboa 6) Ribeira das Naus (beira-mar) 7) Cais do Sodré (distrito) 8) Rua Rosa (vida noturna) 9) Igreja de Santo Antônio 10) Sé de Lisboa (catedral) 11) Alfama (distrito) 12) Elevador de Santa Justa 13) Convento do Carmo 14) Rua Garrett (rua comercial) 15) Praça Luís de Camões (bairro Alto) 16) Praça da Figueira 17) Praça Martim Moniz 18) Igreja de São Domingos 19) A Ginjinha (bar) 20) Praça dos Restauradores 21) Avenida da Liberdade 22) Praça Marquês de Pombal 23) Elevador da Glória 24) Igreja de São Roque

Incômodo: Ao passear pelas ruas da Baixa, você provavelmente será abordado por pessoas que vendem drogas. Diga-lhes firmemente “não” e eles o deixarão. A polícia não pode fazer nada, pois as “drogas” são apenas ervas e sementes esmagadas (legais).

Dica para economizar: a Baixa é uma área turística popular, e os preços dos restaurantes refletem isso, especialmente nas principais avenidas e praças. Para refeições a preços acessíveis, dirija-se à praça de alimentação do centro comercial Armazéns do Chiado (perto do ponto 14) ou ao supermercado Pingo Doce (GPS: 38.713811, -9.140286).

Praça dos Restauradores Lisboa

A Praça dos Restauradores, com o teatro Art decó Edan, o Palácio da Foz e o monumento Obelisco

Uma estadia na Baixa

Para a sua viagem a Lisboa, o bairro da Baixa é um dos melhores bairros para se hospedar. Sendo o centro de Lisboa, existe uma vasta oferta de hotéis e restaurantes, e há sempre uma atmosfera vibrante.

Perto da Baixa está o encantador bairro de Alfama e os bairros de vida noturna do Bairro Alto e Cais do Sodré.

Existem excelentes conexões de transportes públicos a partir da Baixa; o trem para Sintra parte da estação de trens do Rossio, o bonde E15 para Belém parte da Praça da Figueira e o metro fornece conexões para o aeroporto.

Ao norte da Baixa encontra-se a Avenida da Liberdade, a rua comercial mais exclusiva de Lisboa e local de muitos hotéis de luxo.
Artigos relacionados: Onde ficar em Lisboa?

O mapa abaixo mostra as melhores acomodações e hotéis que podem ser encontrados no bairro da Baixa. Se você ajustá-lo para se adequar às suas datas de férias, ele mostrará os preços e disponibilidades mais recentes:

Booking.com
A vida noturna da Baixa

A vida noturna da Baixa é focada sobretudo em jantares, convívio em bares ou atuações nos teatros. O distrito tem uma seleção de bares fashion e da moda, e tende a ser mais sofisticado do que o Bairro Alto, que é a área de vida noturna mais popular de Lisboa (e fica logo acima da colina).

O melhor local para um jantar ou uma bebida mais noturna na Baixa é ao longo da Rua das Portas de Santo Antão, a leste da Praça dos Restauradores.

A Baixa é um bom local para jantares em família e não tem um ambiente barulhento ou caótico, como acontece com outros bairros, como o Cais do Sodré.
Um badalado ponto de encontro é o Rooftop Bar do Hotel Mundial.

A vida noturna da Baixa
A Baixa é segura?

A Baixa é um bairro seguro de Lisboa, mas use o mesmo bom senso que usaria em casa. Com o grande número de turistas, a área sempre atrairá ladrões oportunistas e batedores de carteira, mas não é pior do que outra grande cidade.

Quanto custa uma viagem de um dia à Baixa?

A Baixa pode ser um passeio de um dia barato se você optar por passear pelo bairro, entrar nos edifícios religiosos gratuitos e admirar as praças. As taxas de entrada e os custos são:
• Passeio no Elevador de Santa Justa – 5,30€
• Mirante do Arco da Rua Augusta – 3,00€
• Um copo de Ginja – 1,50€
• Mirante do Elevador de Santa Justa – 1,50€
• Um passeio no funicular Elevador da Glória – 3,80€
• Bilhete único de metro 1,50€
• Igreja de São Roque 5,00€

Dica: O bilhete de transporte público de 24 horas (6,45€) inclui o funicular da Glória, o Elevador de Santa Justa e o bonde E28, juntamente com todos os outros: metrô, trem e bonde. Este bilhete tem um valor excepcional e pode ser adquirido em qualquer estação de metrô.

Ribeira das Naus Lisboa

A Ribeira das Naus com vista para o estuário do Tejo

Os melhores mirantes

Como a Baixa está aninhada entre duas colinas íngremes, existem mirantes panorâmicos sobre o distrito, desde que esteja disposto a subir as colinas íngremes.

O melhor mirante encontra-se no Jardim de São Pedro de Alcântara, um bonito jardim no topo da linha do funicular da Glória. A partir daqui, tem vista para o Rossio e o centro da Baixa e para o castelo na colina oposta.

Se não lhe agradar fazer essa subida, existe o Mirante do Chão do Loureiro no topo do centro comercial Pingo Doce, acessível por elevador gratuito (o Elevador Castelo).

A plataforma de observação no topo do Arco da Rua Augusta (3€) oferece vistas maravilhosas sobre o Estuário do Tejo e a Rua Augusta.

Jardim de São Pedro de Alcântara lisboa

Jardim de São Pedro de Alcântara

O Arco da Rua Augusta lisboa

O Arco da Rua Augusta

Pontos turísticos da Baixa

A Praça do Comércio é a praça mais grandiosa da Baixa e foi historicamente onde se comercializavam artigos das colônias portuguesas.

A praça foi originalmente a localização do Palácio da Ribeira, mas foi completamente destruída pelo terramoto de 1755. Os únicos vestígios são os degraus de mármore à beira da água, onde os dignitários reais atracavam e centralizavam o palácio. No centro da Praça do Comércio encontra-se a Estátua do Rei José I.

Praça do Comercio Lisboa

A Praça Dom Pedro IV é comumente referida como Rossio e é considerada o coração de Lisboa. O Rossio é sempre uma colmeia de atividade e é um ótimo local para observar a capital a partir de um dos cafés que rodeiam a praça.

Rossio Lisboa

A Praça dos Restauradores é uma das praças mais variadas de Lisboa, que inclui o Palácio Rosa da Foz do século XIX, o Teatro Art Deco Eden e o funicular da Glória. No centro da praça está um obelisco que comemora a independência portuguesa do século XV da Espanha.

Praça dos Restauradores Lisboa

A Igreja de São Domingos já foi a maior igreja de Lisboa e foi o local da Inquisição Portuguesa do século XVIII, mas foi quase destruída por um incêndio em 1959. A restauração manteve grande parte das ruínas devastadas pelo fogo, e há supostamente um aroma de fumaça que ainda permanece por conta do incêndio.

Igreja de São Domingos Lisboa

O Convento do Carmo foi intencionalmente deixado em ruínas após o terremoto de 1755 para que pudesse ser uma lembrança permanente dos horrores que os moradores da cidade sofreram. Atrás das ruínas da igreja está o bonito Largo do Carmo.

Convento do Carmo Lisboa

A Praça da Figueira foi historicamente o local do mercado de Lisboa e foi abrigado sob um mercado coberto maior até 1949. Hoje é um centro de transporte público.

Praça da Figueira Lisboa

A Avenida da Liberdade é a bonita avenida arborizada que se estende desde a Praça Marquês de Pombal até à Praça dos Restauradores. Esta é a rua comercial mais elegante de Lisboa e abriga muitos revendedores, restaurantes e hotéis de luxo.

Lisboa Portugal

Lisboa top 10
2 dias em Lisboa
3 dias em Lisboa
Onde ficar lisboa
Praias de Lisboa
Lisboa em 1 semana
Distrito de Alfama
Dia de passeio no Lisboa
Distrito de Belem
Museus de Lisboa
Bairro da Baixa
pt-br - fr en it es de ru

LisbonLisboaPortugal.com

O melhor guia independente para Lisboa

Lisboa top 10
2 dias em Lisboa
3 dias em Lisboa
Onde ficar lisboa
Praias de Lisboa
Lisboa em 1 semana
Distrito de Alfama
Dia de passeio no Lisboa
Distrito de Belem
Museus de Lisboa
Bairro da Baixa
Lisboa top 10
2 dias em Lisboa
3 dias em Lisboa
Onde ficar lisboa
Praias de Lisboa
Lisboa em 1 semana
Distrito de Alfama
Dia de passeio no Lisboa
Distrito de Belem
Museus de Lisboa
Bairro da Baixa