LisbonLisboaPortugal.com

O melhor guia independente para Lisboa

LisbonLisboaPortugal.com

O melhor guia independente para Lisboa

Elevador de Santa Justa, Guia de Lisboa

O Elevador de Santa Justa é uma das atrações turísticas verdadeiramente únicas de Lisboa. Esta maravilha industrial do século 19 transporta passageiros a mais de 45 metros do bairro de Baixa até o Largo do Carmo.

O Elevador de Santa Justa data de uma era quando o ferro forjado não era apenas um material de construção, mas além disso, também era uma forma de arte elegante. A estrutura exterior é adornada com gloriosos arcos neogóticos e padrões geométricos, enquanto dentro dele, duas suntuosas carruagens de madeira polida transportam os passageiros em um grande estilo.

Historicamente, o Elevador de Santa Justa foi uma parte inestimável da rede de transportes públicos de Lisboa, porém hoje é uma atração turística principal e um dos destaques do distrito de Baixa. Para confirmar o foco turístico de Santa Justa, foi criado uma plataforma de observação no topo do teleférico, e, a partir daqui, é possível ter algumas das melhores vistas do centro de Lisboa.

Por ser uma atração turística bem popular, pode haver longas filas e a tarifa de retorno é excessivamente cara (€5.30). Felizmente, este artigo vai te mostrar como evitar as filas, passear no elevador a um preço muito melhor e também fornecer a história desta incrível e maravilhosa máquina.
Artigos relacionados: Guia para o distrito de BaixaLisboa em 3 dias

Informações turísticas do Elevador de Santa Justa

Passear no Elevador de Santa Justa por um preço muito mais baixo

Elevador de Santa Justa

O Elevador de Santa Justa é tecnicamente parte da rede de transporte público de Lisboa e é gerido pela Carris, uma empresa de transporte público. Isso significa que um passeio no Elevador está incluído na passagem de transporte público 24 horas, que pode ser comprado em qualquer estação de metrô por € 6.40.

Nota: O bilhete de 24 horas não pode ser comprado na bilheteria do Elevador de Santa Justa, mas você pode adquiri-lo em qualquer estação de metrô; a estação de metrô Rossio é a mais próxima do Elevador.

O bilhete de 24 horas tem um valor excepcional, afinal, ele não só inclui todos os ônibus, serviços de metrô e bondes, como também cobre os funiculares e os bondes históricos. Isso inclui os três funiculares Glória, Bica e Lavra (€ 3.80 volta), o Elevador de Santa Justa (€ 5.30 volta) e o encantador bonde número 28 (€ 3.00 passagem única).

Nota: A passagem de 24 horas não fornece entrada para a plataforma de observação no Elevador de Santa Justa.
Dica de informante: O Ascensor da Lavra é praticamente desconhecido para os turistas e proporciona um passeio funicular incrivelmente autêntico e pacífico em Lisboa.
Artigos relacionados: Bonde E28Guia para o metrô

Como evitar as longas filas no Elevador de Santa Justa

Durante a temporada de verão, pode haver filas bem longas para a compra de ingressos e as cabines ficam apertadas e lotadas. Para que você possa ter uma experiência turística mais agradável, nós recomendamos que você sempre ande no Elevador ou cedo ou tarde, evitando os horários de pico entre as 10 da manhã e 15 horas.

A plataforma de observação só pode ter um máximo de 29 visitantes, então, novamente, é possível haver uma longa fila de espera durante os horários de pico.

Dica de informante: Sempre há filas mais longas subindo no Elevador e depois descendo. Uma rota melhor é subindo a colina pelo Ascensor da Glória (na Praça dos Restauradores) e descendo a colina pelo Elevador de Santa Justa. Esse percurso também passa pelo Miradouro do Jardim de São Pedro de Alcântara e pela Igreja de São Roque, a melhor igreja de Lisboa. Para um mapa e guia do bairro de Baixa, por favor, veja este artigo.

A plataforma de observação do Elevador de Santa Justa

A plataforma de observação no topo do Elevador de Santa Justa é um dos lugares mais românticos de Lisboa, especialmente se você visitar durante a noite. O miradouro pode não ser o mais alto de Lisboa, mas proporciona vistas incríveis e incomparáveis sobre a zona de Baixa até o Castelo de São Jorge. A vista vale a taxa de admissão de €1.50 e como o número de visitantes e limitado no terraço, nunca vai estar tão lotado. A plataforma de observação é alcançada através de uma escada estreita em forma de espiral.

Visão histórica: A plataforma de observação foi o local original do motor a vapor que alimentava o elevador. O motor a vapor não elevou o elevador diretamente, mas fez com que bombeasse água para dois tanques mantidos abaixo das duas cabines, que eram conectadas por um cabo de aço. À medida que a água bombeada aumentava o peso da cabine superior, ela elevava a cabine inferior e a velocidade era controlada por freios mecânicos. Esse motor a vapor foi substituído por um motor elétrico no ano de 1907.

Dica de informante: O Castelo e a Catedral da Sé ficam melhor iluminado pelo sol da tarde. Para aquela foto de férias perfeita ou uma selfie, visite a plataforma de observação durante o fim de tarde ou durante a noite.

A história do Elevador de Santa Justa

O Elevador de Santa Justa foi projetado por Raoul Mesnier de Ponsard, um estudante do grande artesão de ferro Gustave Eiffel. Ponsard, após estudar com Eiffel, voltou para a sua cidade natal, Lisboa, para projetar a sua obra de ferro: o Elevador de Santa Justa.

Ao contrário da Torre Eiffel, o Elevador de Santa Justa realmente resolve um problema dentro de Lisboa: como subir as colinas íngremes no calor do verão. O financiamento para o projeto foi fornecido pela corte real e a construção dele começou em 1900.

A estrutura gótica e a passarela superior foram formalmente abertas por Dom Carlos I (rei) em agosto de 1901, mas, nesse estágio, as cabines e a locomotiva a vapor não haviam sido instaladas.

A abertura oficial ocorreu em 10 de julho de 1902, depois de dois dias de testes. No dia da abertura real, houve uma terrível tempestade com chuva e relâmpago, mas ainda assim, mais de 3000 ingressos foram vendidos no primeiro dia. No final do primeiro ano, mais de meio milhão de passageiros já haviam passeado no elevador, se tornando quase tão popular quanto a Torre de Eiffel.

O elevador original era movido por um enorme motor a vapor, mas foi convertido em um motor elétrico muito mais seguro e limpo em 1907, que ainda alimenta o elevador até os dias de hoje.

Em 1973, o Elevador de Santa Justa ficou sob propriedade pública e foi incorporado à Carris Corporation, administrada pelo governo, que administra também a rede de bondes e ônibus. Em 2002, o Elevador de Santa Justa e as três linhas de cabo remanescentes de Lavra, Glória e Bica foram classificadas como Monumentos Nacionais.

Detalhes do Elevador de Santa Justa em Lisboa

O Elevador de Santa Justa pode transportar até 29 passageiros em cada uma das duas cabines para uma viagem de 45 metros. O interior de cada cabine é decorado com madeira escura polida, espelhos sombreados e mostradores de latão, os quais não mudaram desde a sua inauguração em 1902.

Do Largo do Carmo, existe uma passarela de 25 metros até o eixo principal de Baixa até a passarela que liga ao Largo do Carmo. Os suportes de ferro forjado do elevador e os suportes transversais que formam os eixos foram habilmente moldados em arcos neogóticos.

Lisboa Portugal

pt-br - uk es it de fr

LisbonLisboaPortugal.com

Lisboa portugal Página Inicial
Quando visitar Lisboa
Onde ficar em Lisboa
Custos para Férias Lisboa
uma Semana em Lisboa
Três Dias lisboa
Lisboa Hotels
Excursões Lisboa
Praias de Lisboa
Museus de Lisboa
Lisboa portugal Página Inicial
Quando visitar Lisboa
Onde ficar em Lisboa
Custos para Férias Lisboa
uma Semana em Lisboa
Três Dias lisboa
Lisboa Hotels
Excursões Lisboa
Praias de Lisboa
Museus de Lisboa
Lisboa portugal Página Inicial
Quando visitar Lisboa
Onde ficar em Lisboa
Custos para Férias Lisboa
uma Semana em Lisboa
Três Dias lisboa
Lisboa Hotels
Excursões Lisboa
Praias de Lisboa
Museus de Lisboa